De vários locais do Brasil para a Tom Maior

O carnaval é em São Paulo, o desfile no Anhembi, a Tom Maior é paulistana, mas os componentes são de vários pontos do Brasil e até mesmo do Mundo, afinal família pode ter integrantes deslocados localmente mas continuam sendo da família e o carnaval vai ser a "desculpa" para milhares de pessoas se reúnam envolta do Pavilhão Vermelho Amarelo no dia 1º de março.


"A Tom Maior é uma escola muito família e assim faz a gente se sentir muito acolhido, sem contar que foi a amor a primeira vista", comentou o gaúcho Tiago Linck que já vai para o seu segundo desfile na Tom Maior, mesmo estando a mais de mil quilômetros da escola. 

Felizmente a tecnologia ajuda nessa aproximação. "Nós temos um grupo de Whatsapp onde são passadas as informações. Enquanto eu não for morar de vez em São Paulo fico acompanhando daqui do Sul o grupo, decorando samba e coreografia e aguentar o coração pro grande dia", completou.

Tiago com a fantasia no desfile do Carnaval 2018 da Tom Maior. Foto: Alex Sandro Gardel

Outra pessoa que não vive perto da Tom Maior, mas nem por isso tem uma simpatia menor pela agremiação é a Lili Bortolotti que mora no Rio de Janeiro e não abre mão de participar da programação da temporada de Carnaval e, sobretudo, do desfile.

Lili Bortolotti com a fantasia do Carnaval 2018. Foto: Divulgação

"Todas as vezes que fui na Tom Maior, sempre fui muito bem recebida e desde sempre me senti à vontade com a família vermelho e amarelo. Atualmente estou no Rio uma semana antes pra tocar no meu bloco de coração, que acontece um semana antes do carnaval lá no Rio, estou em SP pra desfilar na Tom, volto pro Rio pra passar o carnaval", contou Lili sobre a maratona dela durante os dias de carnaval. 

Do Rio de Janeiro também vem outra integrante da família vermelho amarelo. A Beatriz Vieira é paulista, vive a mais de 5 anos na capital fluminense e não deixa a Tom Maior. "Sempre tive o sonho de desfilar e quando a porta da Tom Maior se abriu pra mim, não tive dúvidas que atravessar a fronteira RJ/SP vai ser algo maravilhoso", falou Beatriz que é outra pessoa a aproveitar da tecnologia para estar mais próxima da escola.

"O samba-enredo já tá na ponta da língua e estou treinando a coreografia com os vídeos. Minha amiga, Dalila, que está de corpo e alma em todos os ensaios tem me passado a energia que é estar presente. Estou acompanhando tudo pelo grupo do WhatsApp e como sei que vai exigir um preparo físico, tenho intensificado alguns treinos", comentou Beatriz.

Nessa turma de componentes residentes de fora de SP, mas que estarão no desfile 2019 da Tom Maior, o "calouro" é o Rafael Saraiva. Também gaúcho, ele era audiência da Tom Maior mas agora será mais um no desfile. "Eu conheço e admiro a Tom Maior desde quando eu comecei a acompanhar o Carnaval de São Paulo, por volta de 2008. O Carnaval 2018 assisti pela primeira vez os desfiles ao vivo no Anhembi e foi ali que eu me encantei realmente pela escola. Em 2019 será o meu primeiro desfile, estarei no segundo carro", relatou Rafael.

Rafael já veste a camisa da Tom Maior. Foto: Divulgação


Deu para perceber que estar "longe" da Tom Maior não é um impeditivo para estar junto dela. Mas a distância provoca algumas reações. "Aguenta coração, tô tomando muita camomila pro coração ficar muito bem e a expectativa é de um grande carnaval da Tom Maior. Estou curioso para ver tudo na avenida e aproveitar ao máximo o Carnaval, falou Tiago Linck.

"Ano passado eu gritava no meio da rua que tinha tirado 40 pontos! A bateria não perdeu nenhum décimo!!", lembrou Lili ao contar as reações dela ao fim da apuração do Carnaval 2018, quando a Tom Maior teve a sua melhor colocação em toda história, ficando em 4º lugar. "Esse ano estou cogitando ficar em São Paulo mais tempo, porque eu quero uma foto com a taça!!! A expectativa é ganhar o carnaval e ficar sem voz de tanto cantar o samba!", exclamou Lili Bortolotti.

TOM MAIOR EM 2019

Em 2019, a escola de samba Tom Maior vai defender o enredo: “Penso. Logo existo. As interrogações do nosso imaginário na busco do inimaginável”, desenvolvido pelo carnavalesco André Marins, que assina pela primeira vez um enredo autoral.


ACESSE AQUI O ENREDO DA TOM MAIOR PARA O CARNAVAL 2019

Eu tinha essa vontade de brincar com o imaginário do público. Quero que eles entendam os ‘porquês’ das coisas”, conta o carnavalesco André Marins.




O enredo navega pelos principais questionamentos do homem, como “De onde viemos?”, “Para onde vamos?” e “Quem é Deus?”. Além disso, aborda a curiosidade e sede de conhecimento na relação entre mundo e humanidade, passando do misticismo até as grandes invenções saídas da mente questionadora de grandes cientistas.

João Paulo de Oliveira Bueno

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram