A Tom Maior já tem samba para o Carnaval 2020. A obra escolhida (samba 10) é assinada pelos compositores Gui Cruz, Rafael Falanga, Vitor Gabriel, Portuga, Imperial, Elias Aracatio, Luciano Rosa, Reinaldo Marques, Marçal e Willian Tadeu. Intérprete: Igor Sorriso.



A decisão foi tomada na noite desta segunda-feira (19), após consenso da diretoria da escola.

“Qualquer um dos sambas finalistas que escolhêssemos teria perfeita condições de nos representar neste Carnaval. Prevaleceu a preferência da maioria dos departamentos”, explica a presidente Luciana Silva.

A dirigente enalteceu a participação dos compositores no concurso deste ano, que teve 21 sambas inscritos na disputa. “Com certeza nossa comunidade está muito feliz com a decisão e ciente de que temos uma grande obra para 2020”. No próximo ano, a escola vai defender o enredo "É Coisa de Preto”.

A apresentação oficial do samba será realizada em 7 de setembro, a partir das 21h, na Rua Coronel Bento Bicudo, 761 - Piqueri. A festa, que marca o início da temporada do Carnaval 2020, terá a participação especial das escolas Estrela do Terceiro Milênio e Nenê de Vila Matilde.

Primeira versão dos compositores



Veja a letra do samba “É Coisa de Preto”

É Coisa de Preto
Compositores: Gui Cruz, Rafael Falanga, Vitor Gabriel, Portuga, Imperial, Elias Aracati, Luciano Rosa e Reinaldo Marques, Marçal e Willian Tadeu

Brasil, não vim pra ser escravo nem servil
Sou filho dessa pátria mãe gentil
Que traz a esperança no olhar
Oh meu País... Que tanto sustentei em meus braços
Espelha tua grandeza num abraço
Revela o meu dom de encantar
Não é esmola teu reconhecimento
O meu talento é mais que samba e carnaval
Na luz da ribalta,
Retinta beleza se fez imortal

A negra inspiração... É poesia
A arte de criar... É quem me guia
Floresce de um baobá
Um pensamento de amor
Herança que a mordaça não calou

Se a vida deixou cicatrizes
Ideais são raízes do meu jeito de viver
Faço da minha negritude
Um legado de atitude, inspiração pra vencer
Lutar... É preciso lutar por igualdade
Liberdade... Fazer da resistência uma nova verdade
Soprando a poeira da história
A nobreza em meus olhos brilhou
É o dia da nossa vitória
Conquistada sem favor

Um guerreiro da cor
Herdeiro de Palmares
Sou Tom Maior, a voz da liberdade
A minha força pra calar o preconceito
É coisa de pele, é coisa de preto

É coisa de preto

"É Coisa de Preto" é um enredo afirmativo, que mostra que a contribuição de negros e negras para a formação de nossa nação vai muito além do estereótipo. Nosso desfile mostrará como os africanos se tornaram afro-brasileiros e trouxeram sua contribuição não só física, mas (principalmente) intelectual no desenvolvimento de nossa sociedade.

Líderes, estudiosos, escritores, poetas, artistas populares e eruditos, transgressores sociais... Personagens que o preconceito insiste em ofuscar de nossa história, mas que devem ser trazidos aos holofotes para o devido reconhecimento, e também para inspirar as novas gerações.





A partir da subversão de uma expressão racista, mostramos que "Coisa de preto", "serviço de preto", "arte de preto" na verdade são alguns dos pilares essenciais de nossa sociedade, escancarando que ignorante é quem desconhece a verdadeira importância de negros e negras em nossa história.


A apresentação oficial do samba será realizada em 7 de setembro, a partir das 21h, na quadra do Caprichosos do Piqueri  (Rua Coronel Bento Bicudo, 761 - Piqueri). A festa, que marca o início da temporada do Carnaval 2020, terá a participação especial das escolas Estrela do Terceiro Milênio e Nenê de Vila Matilde.



Abertura da temporada do Carnaval 2020

Quando: sábado, 7 de setembro, a partir das 21h
Onde: Rua Coronel Bento Bicudo, 761 - Piqueri
Quanto: um quilo de arroz, feijão ou macarrão

Comente

Postagem Anterior Próxima Postagem