No dia 20 de outubro, os amantes do samba no pé tem uma grande oportunidade de apresentar seu talento. Nessa data acontece o Workshop para passistas com o Estandarte de Ouro 2015, Gabriel Castro. A programação acontece na quadra que fica na Rua Coronel Bento Bicudo, 761 - Piqueri, São Paulo e é aberta para homens e mulheres.



Prêmio de melhor passista masculino foi para Gabriel Castro, da Mocidade Independente de Padre Miguel Foto: Fabio Rossi / Agência O Globo

"Tenho 14 anos de atividade enquanto diretor de passistas e 5 anos com o projeto chamado "Eu Sambo Assim". Pelas minhas contas dirigi mais de 1000 passistas e pude alcançar por volta de 650 alunos nas aulas. O samba é a maior manifestação cultural da América Latina, mesmo assim sua dança ainda não é vista como tal, faltam escolas de dança, projetos, professores capacitados com didática e metodologia, nossa geração veio pra mudar isso e profissionalizar a dança do passista de escola de samba. Somos artistas e artista tem técnica", comentou o coach do Workshop.


A participação dos interessados começa com uma inscrição que pode ser feita CLICANDO AQUI e mais detalhes para a participação no evento serão enviadas. 

Sempre os eventos de passistas da Tom Maior são bem requisitados e geram dezenas de participações, o que gera uma expectativa ao Gabriel Castro.




"A expectativa é enorme, sou um grande apaixonado pelo carnaval de São Paulo, sempre digo que o único sonho que ainda tenho dentro do segmento é poder desenvolver um trabalho aqui e ajudar na consolidação da unidade dos passistas de SP junto com outros grandes profissionais dessa terra. Pra minha surpresa recebi muitos pedidos e mensagens para um workshop ou algum projeto de aulas regulares aqui, enfim esse dia chegou e estou realmente com uma expectativa grande. Sinceramente já tive a honra de levar minha dança para muitos lugares no Brasil e no mundo mas desde sempre São Paulo é desafiadora pra e todo artista é movido a desafios", falou Castro.

Leia também



O coach informa que não há nenhuma limitação para a participação no Workshop. "Nenhuma limitação, nem física e nem técnica, nem de idade, a aula começa com a base e termina com o nível avançado, portanto o próprio aluno vai sentir quando o nível de dificuldade for aumentado e nós direcionaremos cada nível. Sambar é mais fácil do que parece e mais isso envolve mais técnica do que geralmente achamos", comentou.



Os participantes devem ir com roupa confortável, geralmente roupa de academia e tênis ou sapatilha confortável. As meninas não precisam e nem devem levar sandália e os meninos não precisam levar sapato.

Gabriel Castro junto a outras passistas. Foto: Site Rota do Samba


Departamento de passistas

No dia 30 de março, a Tom Maior anunciou a turma formada para formar e gerenciar o departamento de Passistas na temporada de Carnaval 2020.


A diretoria fica com Val Diniz. A Coordenadora e Coreógrafa é Pamella Sabino. A Coordenadora adjunta e passista é Leticia Januário e o Coordenador da ala masculina e passista é Wendel Viegas.

Comente

Postagem Anterior Próxima Postagem