Nessa segunda, 18 de novembro, a SASP apresentou mais uma transmissão ao vivo com a análise dos enredos das escolas de samba de São Paulo para o Carnaval 2020. Dessa vez, a Tom Maior teve seu enredo explicado e analisado pela equipe do site que traz informações e notícias sobre o carnaval paulistano. A apresentação do programa foi feita pela Amanda Cristina.




A Sociedade Amantes do Samba Paulista (SASP) foi fundada em 16 de abril de 2000 por um grupo de apaixonados por Carnaval da cidade de São Paulo, se tornando o primeiro portal internet mundial a cobrir e divulgar o carnaval da capital paulista. Em 2004, a SASP tomou novos ares com crescimento de seu portal e sua base de conhecimento e agregou novos objetivos. O Portal SASP é referência em nosso carnaval com a reunião dos sambistas, além de formador de novos talentos e apaixonados por carnaval.


Assista a transmissão 
A análise sobre a Tom Maior começa aos 9 minutos e 45 segundos e vai aos 19 minutos e 11 segundos da transmissão.





É coisa de preto
Em 2020 a Tom Maior apresentará o enredo: “É coisa de Preto”, quando será a segunda escola a desfilar na sexta-feira, dia 21 de fevereiro, no Sambódromo do Anhembi, pelo Grupo Especial paulistano.

"É Coisa de Preto" é um enredo afirmativo, que mostra que a contribuição de negros e negras para a formação de nossa nação vai muito além do estereótipo. Nosso desfile mostrará como os africanos se tornaram afro-brasileiros e trouxeram sua contribuição não só física, mas (principalmente) intelectual no desenvolvimento de nossa sociedade. Líderes, estudiosos, escritores, poetas, artistas populares e eruditos, transgressores sociais... Personagens que o preconceito insiste em ofuscar de nossa história, mas que devem ser trazidos aos holofotes para o devido reconhecimento, e também para inspirar as novas gerações.





A partir da subversão de uma expressão racista, mostramos que "Coisa de preto", "serviço de preto", "arte de preto" na verdade são alguns dos pilares essenciais de nossa sociedade, escancarando que ignorante é quem desconhece a verdadeira importância de negros e negras em nossa história.

Comente

Postagem Anterior Próxima Postagem