O amor é algo "coisa de pele, além da razão"! E dois casais colocaram a Tom Maior nessa irracionalidade chamada AMOR. Os casais Rennan Eduardo e Luciane Marques casaram com as cores da Tom Maior e Bruno Caetano e Yoná Fernandes ficaram noivos num ensaio da agremiação. E inserindo um outro trecho de samba, "O sonho hoje é muito mais real" e cheio de amor e companhia.





Dia 19 de dezembro será uma data especial para Rennan Eduardo e Luciane, já que nessa data em 2019 eles casaram-se na Vila Matilde em São Paulo, depois de alguns anos de relacionamento, um afastamento e uma retomada de relacionamento. "Nós namoramos em 2004 por um ano, depois disso nos separamos e cada um viveu sua vida, ela se casou em 2007 e eu em 2008, em 2017 nós dois nos separamos e em janeiro de 2018 coincidentemente no dia do meu aniversário nos reencontramos novamente depois de 14 anos sem contato, hoje enfim consagramos  nosso amor!", comentou Renan.


Casal apresenta alianças em casamento com tons da Tom Maior. Foto: Divulgação / Rennan Eduardo Bernava Cypriano

Renan é integrante da Tom Maior desde 1997 e sempre comentava sobre a escola para a Luciane. "Só que nunca levei", titubiou Renan, que apesar disso tinha a vontade de casar usando as cores da agremiação. "Sempre fui apaixonado. Vermelho-amarelo no coração. Acabei tendo essa vontade de casar nas cores da minha escola.", comentou. Então, só na temporada do Carnaval 2019 Luciane passou a ser frequentante da tom Maior. "Hoje ela gosta mais do que eu, sem duvidar!", exclamou Renan, que falou com as plataformas da Tom Maior ao fim do casamento.





"Luciane é uma pessoa sensacional. Nos conhecemos em 2004, no colegial naquele namoro de escola, gostoso... Ficamos 1 ano juntos e quando acabou o ano eui queria oficializar, mas ela não quiz. Cada um seguiu sua vida. Ela namorou, casou. Eu também. Concidentemente na mesma época os dois se separaram e no meu aniversário nos reencontramos. Não sou de acreditar nesse negócio de destino, mas o que é nosso está guardado. Estou muito feliz... É a realização de um sonho", falou o agora homem casado com as cores da Tom Maior.


Luciane e Renan depois do casamento. Arte sobre foto de divulgação


Quem também deu um passo adiante no relacionamento foi o casal Bruno Caetano da Silva e Yoná Cearense Fernandes, depois que ele a pediu em noivado em pleno Ensaio de Rua #1 da Tom Maior para o Carnaval 2020 que aconteceu nesse dia 15 de dezembro. Bruno está na diretoria de harmonia da escola e Yoná é chefe de ala.

Os agora noivos se conheceram por conta de um gosto em comum: Corridas de rua. E em julho de 2019 começaram um contato. "Nós saímos juntos pela primeira vez no dia 7 de setembro, na feijoada da Tom Maior", lembrou Bruno que está na agremiação já por três temporadas.

O pedido em noivado foi feito a partir de um plano com a presidência e diretoria da Tom Maior. Durante o ensaio, a presidente Luciana Silva fazia enunciados no som do evento e depois disso, Bruno pegou o microfone e fez o pedido. "Quando eu comecei a falar, ela ficou supresa, meio pálida, assustada e aceitou. 


Yoná e Bruno em imagem antes de ensaio. Arte sobre foto de divulgação


Gente de Tom Maior

Numa família, cada integrante tem uma característica e história que o torna bem ímpar. E será isso que queremos mostrar no Especial Gente de Tom Maior, produzido com o auxílio dos internautas que podem ACESSAR AQUI um fomulário para indicar pessoa para ser tema dos conteúdos especiais, contando alguma característica a faça especial dentro da Tom Maior.

Conhece uma pessoa na Tom Maior que venceu alguma atribulação na vida? Alguma pessoa que encontrou na Tom Maior um estímulo para alegria? Que encontra na Tom Maior uma motivação?

A Tom Maior é paulistana, mas os componentes são de vários pontos do Brasil e até mesmo do Mundo, afinal família pode ter integrantes deslocados localmente mas continuam sendo da família e o carnaval pode ser a "desculpa" para milhares de pessoas se reúnam envolta do Pavilhão Vermelho Amarelo. Então quem será que está a milhares de quilômetros da Tom Maior e não deixa de ser da família?




O 'Gente de Tom Maior' começa a apresentar esses perfis e a participação dos internautas podem ser feitas CLICANDO AQUI. As indicações serão analisadas e os conteúdos serão apresentados nas plataformas oficiais da Tom Maior até o fim da temporada do Carnaval 2020.

Será no site que os internautas também verão os perfis de célebres personagens mencionadas no enredo "É coisa de preto" para que o internauta conheça mais dos nomes relacionados no projeto da Tom Maior em 2020.

É coisa de preto
Em 2020 a Tom Maior apresentará o enredo: “É coisa de Preto”, quando será a segunda escola a desfilar na sexta-feira, dia 21 de fevereiro, no Sambódromo do Anhembi, pelo Grupo Especial paulistano.




"É Coisa de Preto" é um enredo afirmativo, que mostra que a contribuição de negros e negras para a formação de nossa nação vai muito além do estereótipo. Nosso desfile mostrará como os africanos se tornaram afro-brasileiros e trouxeram sua contribuição não só física, mas (principalmente) intelectual no desenvolvimento de nossa sociedade. Líderes, estudiosos, escritores, poetas, artistas populares e eruditos, transgressores sociais... Personagens que o preconceito insiste em ofuscar de nossa história, mas que devem ser trazidos aos holofotes para o devido reconhecimento, e também para inspirar as novas gerações.


A partir da subversão de uma expressão racista, mostramos que "Coisa de preto", "serviço de preto", "arte de preto" na verdade são alguns dos pilares essenciais de nossa sociedade, escancarando que ignorante é quem desconhece a verdadeira importância de negros e negras em nossa história.

Comente

Postagem Anterior Próxima Postagem