A Tom Maior inicia mais uma etapa importante na preparação do Carnaval 2020: OS ENSAIOS DE RUA. O primeiro acontece nesse 15 de dezembro, às 17h, na Rua Sérgio Tomás, Bom Retiro em São Paulo. A participação é livre e tem uma meta a ser batida: Cerca de 2 mil participantes.

Os ensaios de rua são uma etapa importante já que mobilizam a família vermelho amarela e também é uma chance de reunir os milhares de participantes mobilizados para o desfile. Nos ensaios de rua da temporado do Carnaval 2019, os ensaios chegavam a reunir mais de mil e quinhentas pessoas.


Ensaio de Rua acontece no Bairro Bom Retiro


"Passo a passo estamos vendo o samba crescendo nos Ensaios de Quadra. Já os Ensaios de Rua são os mais esperados pelos componentes. Eles são marcados pela descontração e são um ótimo termômetro quando tratamos da técnica do Desfile. Na Quadra nós damos ênfase ao canto. Na rua é que aprimoramos espaçamento, velocidade, movimentação... junto, é claro, com mais canto. Esperamos chegar ao 1º Ensaio no Anhembi tendo ensaiado 100% do contingente na Rua", falou o comentou o diretor Yves Alexeiv.


PROGRAMAÇÃO DOS ENSAIOS DE RUA

ENSAIO DE RUA #1 - 15 de dezembro - 17h
ENSAIO DE RUA #2 - 5 de janeiro
ENSAIO DE RUA #3 - 12 de janeiro
ENSAIO DE RUA #4 - 19 de janeiro
ENSAIO DE RUA #5 - 26 de janeiro
ENSAIO DE RUA #6 - 2 de fevereiro
ENSAIO DE RUA #7 - 16 de fevereiro

LOCAL: Rua Sergio Tomás, em São Paulo





É coisa de preto

Em 2020 a Tom Maior apresentará o enredo: “É coisa de Preto”, quando será a segunda escola a desfilar na sexta-feira, dia 21 de fevereiro, no Sambódromo do Anhembi, pelo Grupo Especial paulistano.

"É Coisa de Preto" é um enredo afirmativo, que mostra que a contribuição de negros e negras para a formação de nossa nação vai muito além do estereótipo. Nosso desfile mostrará como os africanos se tornaram afro-brasileiros e trouxeram sua contribuição não só física, mas (principalmente) intelectual no desenvolvimento de nossa sociedade. Líderes, estudiosos, escritores, poetas, artistas populares e eruditos, transgressores sociais... Personagens que o preconceito insiste em ofuscar de nossa história, mas que devem ser trazidos aos holofotes para o devido reconhecimento, e também para inspirar as novas gerações.



A partir da subversão de uma expressão racista, mostramos que "Coisa de preto", "serviço de preto", "arte de preto" na verdade são alguns dos pilares essenciais de nossa sociedade, escancarando que ignorante é quem desconhece a verdadeira importância de negros e negras em nossa história.

Comente

Postagem Anterior Próxima Postagem