O sambista original. Saudoso trapalhão. Teve, assim como muitos outros pretos, o morro como berço e o subúrbio como quintal... Daí vem a missão de lutar contra o preconceito e se posicionar perante a sociedade. A eles poderia caber o silêncio. Mas esse não foi o seu destino... O swing do seu batuque, aliado ao seu dom ímpar de fazer rir, o colocaram ao papel que deveria ser de todos: não ser menor do que ninguém.



Coração colorido. Seu sangue era bombeado pela paixão ao rubro negro do futebol, aliado ao verde rosa do carnaval. Fanático Flamenguista e Mangueirense inveterado. Agente transformador de milhares de crianças que ali no Morro da Mangueira tiveram seu destino aliado à sociedade e distanciado da exclusão graças à Mangueira do Amanhã onde nosso querido personagem fora diretor. Nada mais justo que esse personagem traga o batuque para o nosso desfile ao vestir nossos ritmistas.


Integrantes da bateria usarão o modelo da fantasia


Mussum é o homenageado pela Tom Maior no Carnaval 2020 na bateria com 250 integrantes, na noite de 21 de fevereiro.





Gerson Silverstone, coordenador de Harmonia da bateria, fala sobre Mussum:

Nós estamos muito motivados. É uma honra estar apresentando no desfile uma pessoa como o Mussum. É um negro que venceu as dificuldades que teve e brindou cada brasileiro com alegria... Pra nós é uma responsabilidade ao mesmo tempo motivo de empolgação já que percebemos uma satisfação e alegria em representar o Mussum.

Gerson Silverstone, coordenador da Harmonia na bateria


É coisa de preto

Em 2020 a Tom Maior apresentará o enredo: “É coisa de Preto”, quando será a segunda escola a desfilar na sexta-feira, dia 21 de fevereiro, no Sambódromo do Anhembi, pelo Grupo Especial paulistano.

"É Coisa de Preto" é um enredo afirmativo, que mostra que a contribuição de negros e negras para a formação de nossa nação vai muito além do estereótipo. Nosso desfile mostrará como os africanos se tornaram afro-brasileiros e trouxeram sua contribuição não só física, mas (principalmente) intelectual no desenvolvimento de nossa sociedade.



Líderes, estudiosos, escritores, poetas, artistas populares e eruditos, transgressores sociais... Personagens que o preconceito insiste em ofuscar de nossa história, mas que devem ser trazidos aos holofotes para o devido reconhecimento, e também para inspirar as novas gerações.

Como participar do Carnaval 2020

O carnaval na Tom Maior começa bem antes de fevereiro, muito antes de janeiro. O carnaval do ano posterior é algo que começa o fim do desfile e devido a esse esmero na produção e realização, é importante que todos sejam participativos, engajados e afinados!
É importante é participar do máximo de ensaios e eventos possíveis, principalmente os técnicos em Janeiro e Fevereiro.

Como o interessado de fora de SP pode participar do desfile da Tom Maior? E quem ainda não participou da Tom Maior? entrar em contato com o Bruno Freitas, clicando aqui ou no (11) 96369.0998, para conferir as disponibilidades e condições para o desfile. É imprescindível decorar nosso samba e estar disposto a desfilar com muita energia. Para fantasias, além do Bruno, os harmonias da Tom Maior também são capazes de informações.

Comente

Postagem Anterior Próxima Postagem